segunda-feira

"Nada há pior que o contraste entre o esplendor natural da vida interna, com as suas Índias naturais e os seus países incógnitos, e a sordidez, ainda que em verdade não seja sórdida, de quotidianidade da vida. O tédio pesa mais quando não tem a desculpa da inércia. O tédio dos grandes esforçados é o pior de todos. Não é o tédio a doença do aborrecimento de nada ter que fazer, mas a doença maior de se sentir que não vale a pena fazer nada. E, sendo assim, quanto mais há que fazer, mais tédio há que sentir."


Foto daqui






4 comentários:

osjardinsdamemoria disse...

Tão certinho...

Victor Lisboa disse...

Beatriz, há tempos não visitava teu sítio. Quão gratificante é ver todas essas citações maravilhosas recolhidas nesses últimos meses por ti! Obrigado pelo teu olhar na leitura, e por teu zelo de registrar aqui a captura desse olhar!

Beatrix Kiddo disse...

obrigada Victor, volta mais vezes :)

Mónica disse...

gosto da fotografia