quarta-feira

Memo to self: Nunca se apagava. Permanecia sempre o mesmo

"Troquei algumas palavras com Ghompal, enquanto ele chegava a taça de leite aos lábios do velho. Era um prazer observar o indiano. Por muito servil que fosse a tarefa, desempenhava-a com dignidade. Era sempre assim, quanto mais humilde o serviço que fazia, mais nobre ele parecia. Nunca se sentia constrangido nem humilhado, e também nunca se apagava. Permanecia sempre o mesmo, sempre completa e unicamente ele próprio."

The one and only Peter Sellers (no filme The Party)

4 comentários:

Mónica disse...

já vi este filme 2 ou 3 vezes e acho q é daqueles filmes para ver com uma grande pedrada :DDD oops!

Fernando Pinto disse...

Big fan do Sellers, right here! :)
Sendo o multifacetado trabalho em "Dr. Strangelove..." do brilhante Kubrick o meu Sellers idolatrado.

Beijos

josépacheco disse...

Vi este filme, pela primeira vez, há muitos anos. Recordava-o como um filme hilariante. Quando apareceu agora aí, outra vez, andei a adiar, a adiar, com medo de me decepcionar. É sempre triste descobrir que o que nos fez rir em jovens já não tem graça nenhuma para nós, hoje. Finalmente, revi-o: extraordinário. Impagável.

Beatrix Kiddo disse...

tb gostei muito do Being There. Alguém viu?